Tasso Marcelo| AFP
Tasso Marcelo| AFP

MP do Rio denuncia estrangeiros por cambismo durante a Olimpíada

Empresa envolvida no escândalo já havia atuado irregularmente na Copa

Roberta Pennafort, O Estado de S. Paulo

16 de agosto de 2016 | 13h27

O Ministério Público do Rio denunciou à Justiça cinco estrangeiros pelos crimes de facilitação de cambismo e de marketing de emboscada por associação criminosa. São eles: os irlandeses Kevin James Mallon e David Patrick Gilmore, os britânicos Marcus Paul Bruce Evans e Martin Studd e o holandês Maarten Van Os.

De acordo com a denúncia, funcionários do Comitê Olímpico Internacional (COI) relataram à polícia que a empresa britânica THG, do qual Evans é um dos controladores, oferecia a venda de ingressos para celebrações oficiais da Olimpíada por preços superiores ao que custavam. Vítimas do esquema chegaram a pagar US$ 8 mil (cerca de R$ 35 mil) por ingressos. Os demais participavam da fraude.

O documento aponta que os cinco denunciados, "agindo livre e conscientemente, em união de ações e desígnios, associaram-se, de maneira estável e permanente, para a prática dos delitos de facilitação de cambismo e de marketing de emboscada por associação". A THG também está envolvida no escândalo da máfia dos ingressos para a Copa do Mundo de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.