MP investiga expatriação de jogadores de futebol

O Ministério Público (MP), através da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, anunciou nesta quarta-feira a abertura de um inquérito para apurar o aliciamento ilícito e a expatriação de jogadores de futebol.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

14 de abril de 2010 | 13h53

Segundo o Ministério Público, será enviado um ofício à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para pedir que sejam remetidos os atos normativos que regulam a transferência de jogadores, além da relação de pessoas e empresas credenciadas.

O assunto atraiu a atenção do Ministério Público durante o Seminário Regional sobre Tráfico de Pessoas e Exploração Sexual, realizado pela Embaixada da Suécia e pelo Ministério da Justiça, quando recebeu documentos referentes ao tema.

De acordo com artigo 206 do Código Penal, o recrutamento de trabalhadores, mediante fraude, com o objetivo de enviá-lo para outro país é crime passível de pena de 1 a 3 anos de detenção. E o MP quer investigar se isso tem acontecido no futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMinistério Público

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.