MP para clubes divide opinião na CPI

A proposta do ministro Carlos Melles, do Esporte e Turismo, de editar uma Medida Provisória para beneficiar os clubes que investirem na formação de atletas jovens, dividiu as opiniões durante audiência pública desta terça-feira na CPI da CBF/Nike.O relator da comissão, deputado Silvio Torres (PSDB-SP), estranhou "a pressa do ministro Melles?. ?Essa decisão é unilateral porque ele não ouviu o poder legislativo representado por esta CPI". Torres recomendou ao ministro que espere "pelo menos mais uma semana" quando a CPI poderá apresentar sugestões da redação da MP.Já o ex-jogador Afonsinho disse à Agência Estado, que o dia de hoje é "extremamente importante e cheio de vitórias. Primeiro porque as autoridades não se decidiram pela prorrogação da Lei do Passe. A segunda, porque os clubes serão compensados com a formação de atletas".Outro que elogiou a Medida Provisória do governo foi o presidente da Associação dos Atletas Profissionais de São Paulo, Rinaldo Martorelli. Segundo ele, a única preocupação é como se dará essa compensação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.