Oli Scarff / AFP
Oli Scarff / AFP

MP-RJ notifica Neymar e condomínios por festa de ano-novo em Mangaratiba

Órgão afirma ter recebido diversas denúncias relativas ao evento nos últimos dias

Fabio Grellet / RIO, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2020 | 18h38

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) informou nesta quarta-feira (30) que notificou Neymar para que preste esclarecimentos sobre uma festa que ele estaria promovendo desde o Natal em sua mansão em Mangaratiba, município da Costa Verde fluminense. O evento gerou polêmica e muitas críticas ao atleta, por ser promovido em meio à pandemia de covid-19. Por enquanto, o MP-RJ está investigando as circunstâncias do evento e não pediu nenhuma punição ao atleta. Após a repercussão negativa do evento, o jogador decidiu passar o ano-novo em Balneário Camboriú (SC) com familiares e amigos.

Segundo nota do MP-RJ, a 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Angra dos Reis “recebeu diversas reclamações, baseadas em informações divulgadas pela imprensa, sobre os eventos” promovidos por Neymar em sua mansão. Além de Neymar, o MP-RJ notificou os condomínios PortoBello e Aero Rural para que, em caráter de urgência, prestem esclarecimentos sobre os eventos, como o número de convidados e eventuais medidas sanitárias adotadas.

Segundo o MP-RJ, a prefeitura de Mangaratiba também foi notificada para que informe as medidas adotadas a fim de garantir o cumprimento dos decretos restritivos em vigor. A nota da instituição afirma que “outras medidas estão em curso e serão adotadas no momento oportuno”.

O MP-RJ afirmou ainda que está analisando a documentação encaminhada à Promotoria de Justiça e, caso identifique irregularidades e desrespeitos às normas sanitárias nos eventos divulgados pela mídia, “vai atuar com base nas normas vigentes”.

O Estadão tentou contato com os condomínios PortoBello e Aero Rural para que se pronunciem sobre a notificação do MP-RJ, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.