MSI já percebeu: só Tevez não resolve

A derrota para o Santos, domingo, na Vila Belmiro, com um show de Robinho, deve apressar a chegada de alguns reforços para o Corinthians. Até o iraniano Kia Joorabchian percebeu que o maior problema da equipe está no meio-de-campo. Por essa razão, o presidente da MSI acenou com a possibilidade de apressar a tentativa de mais contratações, especialmente a do argentino Mascherano, do River Plate. "O Mascherano é mais jogador da parte defensiva, mas pode controlar o meio-de-campo. O camisa 5 de um time precisa também alimentar os atacantes", sustentou o chefão.Além de Mascherano, Kia confirmou que a MSI não desistiu de Roger, Vágner Love e de um lateral-esquerdo. Tite tinha preferência por Gilberto, do Hertha Berlim, com quem já trabalhou no Grêmio e no São Caetano. Mas quem está mais próximo do Corinthians é mesmo Gustavo Nery, do Werder Bremen. "Não deve haver pânico por essa derrota para o Santos", disparou Kia. "Não estamos aqui para um jogo só. É uma questão de construir um time. E isso leva algum tempo mesmo."Ao contrário do iraniano, os jogadores corintianos sentiram o baque da derrota na Vila. Nesta segunda-feira cedo, na reapresentação do elenco, no Parque Ecológico do Tietê, Betão e Fábio Costa admitiram que perderam o sono pela forma como o time foi derrotado. "Foi difícil vir trabalhar, pois só consegui pegar no sono depois das 5 da manhã", admitiu o goleiro. "Foi difícil dormir. Fiz uma auto-análise e pensei bem onde poderia ter melhorado, o que me fez demorar para dormir", revelou Betão, uma das vítimas de Robinho no clássico.Quem deve perder o sono por mais tempo é o técnico Tite, cujo trabalho no jogo da Vila foi contestado, sobretudo pela escolha do 4-4-2. O treinador se defendeu dizendo que não podia impedir o crescimento do time com essa formação, mesmo correndo riscos. "Tinha de pagar para ver. Não poderia mudar um esquema que estava crescendo, mesmo com riscos."Pelo discurso, Tite deve repetir o esquema também na partida de volta contra o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, na quarta-feira à noite, no Pacaembu. Para que o Corinthians se classifique, um empate por 0 a 0 serve (foi 1 a 1 no jogo de ida). Outro 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Empate por mais gols favorece o Sampaio Corrêa. Tite sonha com vitória combinada com bom futebol, pois só assim será possível amenizar a dor pelo fracasso diante de Robinho na Vila Belmiro. A estréia do zagueiro Sebá é certa, pois a CBF aceitou sua inscrição nesta segunda-feira, sendo que seu nome já foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID).

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2005 | 20h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.