MSI terá de abrir cofre para agradar Lopes

A MSI vai precisar de um bom caixa para atender aos pedidos de reforços do técnico Antônio Lopes, que deixou sua lista dos que pretende para a temporada de 2006 nas mãos de Kia Joorabchian e se mandou de férias para o Rio. Para contratar quatro jogadores (Renato e Ramon, do Atlético-MG; Alex Dias, do Vasco; e Rodrigo Tabata, do Goiás) comentados nos últimos dias e renovar com Nilmar, a parceria teria de desembolsar algo em torno dos R$ 45,5 milhões. Kia vai precisar passar a sacola com os investidores na Europa para conseguir o montante, embora tenha lucrado no Campeonato Brasileiro. Pelos dois jogadores do clube mineiro, Renato e Ramon, que já fizeram exames médicos no Parque, a MSI desembolsará R$ 13,5 milhões. Se quiser ter Rodrigo Tabata por três temporadas, terá de pagar ao Goiás R$ 13 milhões. O Vasco também não abre mão dos R$ 10 milhões que pede pelo atacante Alex Dias, procurado pelo clube paulista no fim do Brasileiro. A conta se fecha com a futura negociação em definitivo do atacante Nilmar, emprestado ao Corinthians pelo Lyon até junho. Kia já manifestou disposição de comprar o atleta do time francês, que pede R$ 9 milhões. Nilmar é uma das prioridades da MSI por dois motivos. Ele tem potencial para ser valorizado e seu vínculo acaba antes da semifinal da Libertadores, se o Corinthians chegar até lá. A cifra pode aumentar com a vinda do meia Ricardinho, do Santos, que, embora com o contrato para vencer, pedirá ?luvas? no acerto.A MSI também tenta fazer dinheiro com o reempréstimo de jogadores, como Renato, Fininho e Marquinhos. O meia Renato deve ficar no Rio. ?Ele quer seguir no Flamengo e tentaremos providenciar isso?, disse Paulo Angioni.

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2005 | 20h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.