Mudança de data prejudica Palmeiras

O Palmeiras foi nesta sexta-feira vítima da falta de organização e bom senso dos dirigentes do Torneio Rio-São Paulo. Se o trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo já tinha sido prejudicado na quinta-feira com a notícia de que o jogo contra o Vasco passaria das 16 horas de domingo para o mesmo horário no sábado, a situação piorou na parte da tarde. Comissão técnica e jogadores do Alviverde já estavam no Rio quando foram notificados de que a partida foi novamente transferida para o domingo, às 17 horas, por causa da falta de policiamento.Na programação do início da semana, Luxemburgo pretendia realizar nesta sexta-feira um treino tático. Por causa do adiantamento da partida, a atividade foi substituída pelo menos desgastante ?rachão? das vésperas de viagem. Segundo o diretor de futebol do Palmeiras, Sebastião Lapola, o prejuízo só não está sendo maior porque o técnico, por prevenção, entrou em contato com os dirigentes do Flamengo na quinta-feira e agendou um treino na Gávea neste sábado pela manhã. ?Trouxemos inclusive equipamento de treinamento?, afirmou o dirigente.Conformada com a mudança, a comissão técnica do Palmeiras tratou de aproveitar como pôde o dia extra de preparação no Rio. Segundo Lapola, o meia Alex e os atacantes Christian e Itamar ? que não participaram da pré-temporada e ainda estão fora de forma ? participaram de um treino físico à tarde, o que aumenta as possibilidades do trio atuar contra o Vasco.Outro ponto positivo da mudança do jogo para domingo será a presença de Arce no treino de sábado. O jogador não havia participado das atividades de quinta e sexta-feira. Foi liberado para receber um prêmio oferecido pela imprensa esportiva uruguaia.O dia a mais de preparação dará a Luxemburgo mais tempo para pensar sobre a formação de seu ataque titular. ?Pode ser Christian e Itamar ou Muñoz com um dos dois?, afirmou o treinador.Diplomacia ? Diplomático, Muñoz preferiu não reclamar apesar da possibilidade de perder sua vaga no time titular e disse que a disputa por uma vaga no ataque pode ser benéfica para o time. ?Quem precisa ganhar é o time, não o Muñoz ou o Itamar?, disse o jogador. Christian, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Palmeiras na vitória sobre o São Caetano não esconde que sua intenção é estar no time principal. O jogador diz estar disposto a superar a sua falta de preparo físico para ter uma vaga como titular. Alex, que já está inscrito no Torneio Rio-São Paulo, acredita que terá condições de atuar contra o Vasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.