Mudar técnico não resolve, diz pesquisa

Na segunda-feira, pesquisadores da Universidade de Muenster, na Alemanha, divulgaram curiosa pesquisa que repercutiu bastante entre dirigentes e treinadores do futebol brasileiro. De acordo com o estudo, coordenado pelos psicólogos Bernd Strauss e Alexandra Tippenhauer, a troca de técnicos, ao contrário do que dita a tradição, não produz os efeitos desejados. A última mudança no Brasil foi a saída de Luiz Carlos Ferreira do Figueirense para o Marília.Leia mais no O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.