Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Mulher se fere com taça e morre ao comemorar vitória do Brasil

De acordo com a Polícia Civíl, torcedora estava sentada e perdeu o equilíbrio quando tentou se levantar depois de comemorar vitória na Copa do Mundo

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

28 Junho 2018 | 13h56

Uma mulher de 30 anos morreu após ser atingida no pescoço por pedaços de uma taça de cristal que se rompeu, quando comemorava a vitória do Brasil sobre a Sérvia, no fim da tarde de quarta-feira (27), em Itatiba, interior de São Paulo. Tamara Maiochi tinha assistido o jogo com amigos, numa casa, no bairro Recanto do Parque, quando todos começaram a vibrar pela vitória que levou a seleção brasileira à próxima fase da Copa da Rússia.

+ Marcelo apresenta 'boa melhora' de dores nas costas, diz CBF

+ Rivaldo ironiza Alemanha: 'Essa era a seleção que nós devíamos nos espelhar?'

+ Destaque do Brasil na Copa, Philippe Coutinho espera jogo difícil com mexicanos

Conforme a Polícia Civil, ela estava sentada com o celular numa das mãos e a taça na outra, quando tentou se levantar e perdeu o equilíbrio. Ao se apoiar na mesa, na tentativa de evitar a queda, ela escorregou e caiu sobre a taça, que se quebrou e os cacos penetraram em seu pescoço. Os amigos tentaram estancar o sangue com toalhas e acionaram o Corpo de Bombeiros. Quando a equipe de resgate chegou à casa, foi constatado que a mulher já estava morta.

Tamara era de Conchal, também no interior, mas morava sozinha em Itatiba. Em sua página na rede social Facebook, no dia 31 de maio, ela havia postado uma foto em que aparece segurando uma taça com bebida. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí para perícia. Conforme o delegado da Polícia Civil, Luciano Carneiro de Paiva, embora tudo indique ter se tratado de acidente, será aberto inquérito para apurar a causa da morte. As pessoas que estavam na casa serão ouvidas.

O corpo de Tamara foi levado para a cidade de Conchal, também no interior, onde será velado. O sepultamento está previsto para a manhã de sexta-feira (29).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.