Reprodução/ Youtube
Reprodução/ Youtube

Muller comemora com torcida do Bayern e cria polêmica no Brasil

No Paulistão, após pênaltis, PM agride palmeirenses com Valdivia

O Estado de S. Paulo

22 de abril de 2015 | 15h43

Depois da vitória por 6 a 1 do Bayern de Munique sobre o Porto, pela Liga dos Campeões da Europa, nesta terça-feira, o atacante Thomas Muller foi no alambrado do estádio em Munique para comemorar com a torcida. Munido de um megafone, o autor de um dos gols da partida comandou a festa na Allianz Arena. No gramado, o resto dos jogadores bávaros também cantaram junto com Muller e a torcida, numa comemoração única.

As imagens do alemão rodeado de aficionados gerou polêmica aqui no Brasil. Tudo porque ao final da disputa por pênaltis do Palmeiras contra o Corinthians, domingo, no Itaquerão, Valdivia e outros atletas do Palmeiras correram para o setor visitante do estádio para celebrar com os torcedores. O chileno chegou a se pendurar no vidro que separa a arquibancada do gramado. O gesto foi criticado pela polícia, que fazia a segurança no campo.

Ao contrário do que ocorreu na Alemanha, a Polícia Militar de São Paulo quis impedir a festa dos palmeirense e distribuiu pancadas nos fãs naquele momento. Dias depois, Major Gonzaga, coordenador do Batalhão de Choque, disse à ESPN que a ação dos policiais foi preventiva e que eles buscaram coibir uma possível invasão de gramado.

VÍDEO - Muller comanda torcida do Bayern em Munique

GALERIA - PM impede comemoração palmeirense no Itaquerão

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.