Mundial de Clubes da Fifa será nos Emirados Árabes em 2009, 2010

Os Emirados Árabes Unidos ganharam odireito de sediar o Mundial de Clubes da Fifa em 2009 e 2010,superando as propostas de Japão e Austrália. O Conselho Executivo da entidade concordou em tirar doJapão o torneio, que reúne os campeões de cada federaçãocontinental. O Mundial era realizado em solo japonês desde2005. "Queríamos levar o Mundial para outros países. Jogar nosEmirados Árabes será benéfico do ponto de vista do marketing",disse Joseph Blatter, presidente da Fifa, em entrevistacoletiva em Sydney. "E o fato de terem prometido 5 milhões de dólares para odesenvolvimento das divisões de base pesou muito no casodeles", acrescentou o dirigente. O Japão foi consolado pela perda, já que voltará a ser sededo torneio em 2011 e 2012, enquanto a Austrália, que queriareceber o Mundial de Clubes para aumentar suas chances desediar a Copa do Mundo em 2018, foi negligenciada. "A Austrália apresentou uma oferta ótima, mas uma dasrazões pelas quais não podemos considerá-la é a restrição dehorário", disse Blatter. "Mas posso garantir à Austrália que, quando as ofertas paraa Copa do Mundo começarem, as distâncias não serãoconsideradas". Blatter também deixou a porta aberta para as naçõeseuropéias tentarem ser sede no futuro. "Apesar da Europa já serrepleta de times, não me oporia que os jogos fossem feitos alialgum dia", disse. Apesar de ter perdido, o chefe-executivo da Federação deFutebol da Austrália, Ben Buckley, disse que a experiência foiútil em ajudar o país a tentar sediar a Copa do Mundo. "Queremos contribuir forte e positivamente pelo mundo dofutebol, de todas as maneiras possíveis", disse um comunicadode Buckley. "Grandes eventos podem deixar um legado positivo para ocrescimento e o desenvolvimento do futebol na Austrália, assimcomo na região, e é por isso que buscamos o Mundial deClubes."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.