Muñoz deve fazer uma nova cirurgia

Além do caso Magrão, que sofreu lesão na face e ficará 6 semanas afastado, o departamento médico do Palmeiras teve mais uma péssima notícia nesta quinta-feira: o atacante colombiano Munhõz terá de se submeter a outra artroscopia no joelho esquerdo. Depois de nove meses parado, ele poderá ficar outros quatro longe dos gramados - a nova cirurgia deverá acontecer na próxima semana. "Fizemos uma avaliação com o doutor Gilberto Camanho, médico que o operou. Houve uma degeneração na cartilagem. Infelizmente, ele terá de sofrer nova intervenção. Não tem jeito", confirmou o médico do clube, Vinícius Martins. A nova operação fará com que o clube dê assistência psicológica ao atleta. Muñoz, que já andava deprimido com a situação, ficou ainda pior com a notícia. Ganhando a vaga - O incidente com Magrão no jogo de despedida de Romário pode ser a chance que Roger esperava para assumir um lugar no time titular do Palmeiras. O desempenho do volante nos treinamentos deixou Bonamigo impressionado. "Desse jeito, ele vai acabar ganhando um espaço na equipe", chegou a comentar o treinador. Roger ainda é um desconhecido. Chegou do União São João há três meses. Tem 20 anos e jogou só uma partida, contra o Guarani, na última rodada do Campeonato Paulista. É um jogador que marca bem, passa com eficiência e ainda costuma se apresentar no ataque. Treinou entre os titulares nesta quinta-feira e deve ser a surpresa do Palmeiras para o jogo de sábado, às 16h, contra o Brasiliense, no Palestra Itália. Já o lateral-esquerdo Lúcio está recuperado e também joga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.