Muñoz, "ídolo" sem lugar no time

Muito contraditória a situação do colombiano Muñoz. Dirigentes do Nacional de Medelin estão sendo ameaçados de morte por terem negociado o atacante com o Palmeiras. O clube do Parque Antártica venceu uma renhida disputa com o clube argentino River Plate pela contratação. Alex convenceu a diretoria que Munõz era uma das maiores promessas do futebol da América do Sul. Só que depois de 35 dias de Palmeiras, clube que pagou US$ 500 mil por seu empréstimo até o final do ano, Muñoz não jogou um minuto sequer.Leia a íntegra no JT

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.