Ivan Sorti/Divulgação
Ivan Sorti/Divulgação

Muricy admite dificuldades financeiras para contratações no Santos

Principal desafio do treinador santista é encontrar um substituto para Paulo Henrique Ganso

RAPHAEL RAMOS, Agência Estado

12 de novembro de 2012 | 14h17

SÃO PAULO - O técnico Muricy Ramalho não parece muito animado para 2013. Com o Santos fora da Libertadores, o craque Neymar convocado cada vez com mais frequência para a seleção brasileira e o presidente Luis Álvaro de Oliveira pouco disposto a abrir os cofres do clube, a próxima temporada não deve ser das melhores.

Em evento nesta segunda-feira em São Paulo, o técnico santista não conseguiu esconder o desânimo. "Não se pode imaginar que o Santos está com muito dinheiro em caixa, porque não tem", revelou o treinador.

Seu principal desafio é encontrar um substituto para Paulo Henrique Ganso, vendido para o São Paulo. Entre os reforços pedidos pelo treinador estão Cleiton Xavier, Diego Souza e Robinho, mas as negociações não avançaram por causa dos altos valores. "Semanalmente me reúno com a diretoria, mas como o nível dos jogadores que pedimos é alto, as negociações são complicadas. O caso do Robinho, por exemplo, deve virar uma novela", reconheceu.

Muricy está preocupado com 2013 porque sabe que sem Neymar, constantemente a serviço da seleção, o Santos vira um time comum. "Precisamos ter um elenco forte, com vários jogadores de alto nível", disse.

A preocupação do treinador é que o Santos não repita na próxima temporada o desempenho do segundo semestre deste ano, quando não contou com seu principal jogador em vários jogos do Campeonato Brasileiro e fez campanha decepcionante. "A gente não se preparou e, por isso, não merecemos uma posição melhor. Quem se preparou brigou pela ponta da tabela."

Luis Alvaro diz que ainda não contabilizou quanto o Santos deixará de receber em 2013 por não ter conseguido se classificar para a Libertadores depois de participar do torneio em 2011 (foi campeão) e este ano. Mas manda um recado para o torcedor e para Muricy: "Não vamos gastar mais do que recebemos para não prejudicarmos as finanças do clube", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.