Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Muricy diz que ele e Ceni ficam no São Paulo em 2022 após áudio vazado indicar saída do clube

Em live, coordenador de futebol garante permanência e afirmou ter confiança na diretoria; equipe tricolor lutou contra o rebaixamento no Brasileirão e teve sua pior participação na era pontos corridos

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2021 | 15h55

O coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho, disse em live ao canal "Arnaldo e Tironi" que, ao lado do técnico Rogério Ceni, vai permanecer no clube para a próxima temporada. O ex-treinador afirmou que se reuniu com a diretoria tricolor nesta sexta-feira e confiou nas promessas para ter um melhor desempenho em 2022. A informação ainda não foi confirmada oficialmente pela equipe. 

"Vimos uma luz no fim do túnel (sobre a reunião). Estamos aqui desde a manhã falando de planejamento. Não está fácil. Estamos monitorando vários jogadores, mas temos dificuldades financeiras. Estamos aqui lutando e o Rogério (Ceni) comprou essa briga para a gente melhorar o São Paulo, que não pode ficar numa situação dessa. Foi muito legal a conversa com o Rogério. O presidente está atrás de recursos, tem viagens marcadas. Ficamos animados com a conversa".

A entrevista com Muricy aconteceu poucas horas após ele ter um áudio vazado em que desabafava sobre a péssima situação do time na temporada e sinalizava que deixaria o Morumbi junto ao técnico Ceni, se a diretoria não garantisse mais investimentos na equipe para 2022. O time tricolor teve sua pior participação no Brasileirão na era dos pontos corridos.

"Sufoco, né, p.... Torcida ajudou para c... de novo. Só que é o seguinte: o São Paulo não pode estar nessa m... que está. É uma m.... E não vai ter perspectiva, sabe? A gente percebe o discurso do presidente: "ah, não tem dinheiro, não tem nada".

Além da pior colocação desde 2003, o São Paulo acumulou a pior pontuação (48), o menor número de vitórias (11), o menor número de gols (31) e o pior saldo (menos oito). Na quinta-feira, o técnico Rogério Ceni comentou sobre seu futuro no clube após a derrota para o América-MG e novamente voltou a falar da necessidade de mais investimentos na montagem da equipe. 

"Vamos tratar de reforços. O time tem bons jogadores, mas precisamos de alternativas para o elenco. Um atleta 'um contra um', do lado do campo para termos mais possibilidades para armar a equipe de outras formas. Eu não posso jogar fora uma história de 26 anos no clube se não tivermos condições de sermos melhores em 2022", disse Ceni.

O áudio de Muricy Ramalho transcrito 

"Sufoco, né, p.... Torcida ajudou para c... de novo. Só que é o seguinte: o São Paulo não pode estar nessa m... que está. É uma m.... E não vai ter perspectiva, sabe? A gente percebe o discurso do presidente: "ah, não tem dinheiro, não tem nada". O Corinthians também não tinha dinheiro no começo do ano, aí contratou quatro jogadores experientes e está na Libertadores. Eu e o Rogério vamos fazer a mesma pergunta para ele. Vai ter uma negativa de investimento e eu não vou ficar mais. Porque é muito sofrimento, cara. Eu tenho uma história lá, você sabe. O Rogério Ceni também tem uma história. A gente ia ficar marcado que o time caiu pela primeira vez, cara. É muito risco, entendeu? 

E trabalhamos para c.... As pessoas não têm ideia do que a gente trabalha lá. Não tem dinheiro nenhum, cara. Então não dá, né? Vou continuar sofrendo? Continuar vendo meu time nessa merda? Torcida puta e com razão, apesar que torceu apra caralho. Não dá. A torcida uniformizada foi cobrar e eu fui um dos caras que colocou a cara lá. Então, isso eu posso te falar. A gente vai ter uma conversa amanhã ou depois, e como não vai ter o investimento, eu e o Rogério vamos sair. Para mim já deu, entendeu? Imagina a gente cair? Não vai dar nem para andar nos lugares, tenho vergonha. É meu time. Se ele não sinalizar que vai ter algum investimento, não dá. O Rogério também não vai ficar". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.