José Patricio/AE - 17/08/2011
José Patricio/AE - 17/08/2011

Muricy cobra consistência e diz que Santos perdeu brilho

Técnico não esconde a preocupação com má fase do time

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2011 | 08h49

A derrota para o Coritiba por 3 a 2, quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, manteve o Santos na zona de rebaixamento, com apenas 15 pontos, em 17º lugar. O risco de rebaixamento foi minimizado por Muricy Ramalho, mas o técnico reconheceu a necessidade da equipe ser mais consistente durante os 90 minutos das partidas. "Temos que ter tranquilidade. Os pontos a gente recupera em alguns jogos. Temos é que nos tornar mais consistentes", disse.

O Santos tem dois jogos a menos do que quase todas as equipes do Campeonato Brasileiro. Muricy admitiu que o time perdeu o foco no torneio com a disputa da reta final da Libertadores, a ida de vários jogadores para a seleção brasileira e as várias transações feitas. "Abrimos mão um pouco no começo, pela Copa América, as transferências, e perdemos um pouco esse brilho", afirmou.

Autor de dois gols contra o Coritiba, Borges se tornou o artilheiro do Brasileirão com dez, mas desperdiçou uma cobrança de pênalti quando o jogo estava empatado em 2 a 2. Muricy, porém, evitou culpar o atacante pela derrota. "O Borges não tem que se culpar, ele treinou muito bem ontem, é o batedor oficial e fez os dois gols. Esse resultado ocorreu por conta de todo o time", comentou.

Porém, o treinador santista reconheceu que a equipe tem encontrado dificuldades para definir as partidas. "No momento que estamos perto de matar o jogo, temos a infelicidade de perder, como também foi com o Flamengo [quando chegou a abrir 3 a 0, mas perdeu por 5 a 4]", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.