Arquivo/AE
Arquivo/AE

Muricy comemora semana livre para treinos no Palmeiras

Treinador explica que terá a oportunidade de fazer algumas correções para enfrentar o São Paulo no domingo

AE, Agencia Estado

24 de agosto de 2009 | 18h05

O técnico Muricy Ramalho não esconde sua preferência pelas rodadas somente aos finais de semana. Desde os tempos de São Paulo, o treinador já demonstrava que podia fazer sua equipe render mais quando tinha uma semana livre para trabalhar. Agora no Palmeiras, líder do Campeonato Brasileiro, Muricy terá novamente a oportunidade de fazer uma preparação melhor para o clássico do próximo domingo, no Morumbi, justamente contra a sua ex-equipe.

 

Veja também:

linkMuricy garante que não tem receio de voltar ao Morumbi

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Nesta segunda-feira, o treinador comemorou o fato de folgar no meio de semana. "Vai ser uma semana em que eu poderei colocar em prática um pouco mais do meu trabalho. Nós não estávamos conseguindo treinar. Era jogo em cima de jogo, concentrações e muitas viagens. Agora, com esse tempo livre, vamos fazer coisas que não vínhamos fazendo", disse Muricy, que viu o Palmeiras vencer o Internacional por 2 a 1 no sábado e manter a liderança.

Na semana livre, Muricy pretende cobrar mais dos jogadores. "Vamos abusar bastante e trabalhar forte através dos treinos táticos e dos fundamentos nesta semana. Com pouco tempo para treinar, não consigo fazer isso à exaustão e com qualidade. Agora, poderei exigir um pouco mais dos atletas", explicou o treinador, que, após a folga para o elenco nesta segunda, comandará treinos na Academia de Futebol em dois períodos na terça, quarta e quinta.

Já visando o clássico contra o São Paulo, Muricy admitiu que o jogo será de extrema importância para as pretensões de título de ambos os times. Enquanto o Palmeiras lidera com 40 pontos, o São Paulo é o terceiro colocado, logo atrás do Goiás, somando 36. "São duas equipes qualificadas e que vão brigar pelo título. Trata-se de um jogo de seis pontos, e assim como foi contra o Internacional, será uma mini decisão."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.