Muricy critica empates, mas não desiste do título

O técnico Muricy Ramalho não jogou a toalha em relação ao título do Brasileirão. Apesar do empate por 0 a 0 com o Sport, no Recife, neste domingo, o treinador acredita que o time ainda tem condições de brigar pela ponta da tabela. "Enquanto tivermos chances matemáticas, nós não vamos desistir. Mas era bom vencer também. O que não pode é empatar tantos jogos", disse o treinador.Muricy tem razão. Neste Brasileirão, o São Paulo é o time que mais empatou, com dez igualdades. Mesmo após mais um jogo em que a equipe paulista não conseguiu os três pontos, o treinador conseguiu enxergar pontos positivos na atuação no Recife. "A nossa equipe finaliza demais, uma hora a bola vai entrar. Estamos melhorando nisso."O treinador do São Paulo aproveitou também para criticar a arbitragem confusa de Djalma Beltrami. Ele o comparou ao árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden, que chamou a atenção por deixar os jogos correrem. "O Djalma Beltrami está parecido com ele. Mas é preciso que ele tenha critérios iguais para as duas equipes. Uma hora ele dá falta, depois não dá nada", reclamou Muricy.Na próxima rodada o São Paulo recebe o Cruzeiro, no domingo, e depois tem uma seqüência que pode ajudar na briga pelos primeiros lugares. O time tricolor joga contra o Ipatinga, fora, e Náutico, no Morumbi, equipes que lutam para escapar do rebaixamento.

AE, Agencia Estado

21 de setembro de 2008 | 21h36

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSão PauloMuricy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.