Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Muricy diz desconhecer interesse do Napoli por Paulo Henrique Ganso

Técnico não foi consultado sobre uma possível saída do meia do São Paulo

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2014 | 10h05

RIO - Além de não saber explicar o que houve com o São Paulo na derrota por 5 a 2 para o Fluminense, sofrida na noite da última quarta-feira, no Maracanã, onde o time tomou quatro gols no segundo tempo após estar vencendo por 2 a 1, o técnico Muricy Ramalho comentou, entre outras coisas, sobre o suposto interesse do Napoli pelo meia Paulo Henrique Ganso.

O comandante, porém, assegurou não estar sabendo de nada sobre esse assunto. "Não ouvi nada, isso para mim é novidade. A gente está ligado na internet nessas coisas, mas é novidade para mim. Não tem nenhum movimento para isso, não", desconversou.

Supostamente na mira do clube italiano, Ganso lamentou o fato de o São Paulo ter sofrido uma queda tão grande de rendimento nesta quarta, sendo que no último domingo a equipe derrotou o Flamengo por 2 a 0, também no Maracanã, com dois gols do meio-campista. "Na verdade, não tem muito o que falar. Perdemos o jogo porque perdemos algumas chances e falhamos", analisou.

Muricy, por sua vez, evitou fazer críticas ao setor defensivo ou pedir por reforços. "Não adianta ficar colocando a culpa só num sistema, só em alguns jogadores. Não é justo. A culpa é do time todo", afirmou o treinador, ao ser questionado sobre se via a necessidade da chegada de novos jogadores para a zaga.

Para o técnico, tanto São Paulo quanto Fluminense podem brigar pelo título do Brasileirão, mas a definição sobre quem de fato tem chances de conquista só virá depois da Copa do Mundo. "Temos que ter um pouco de calma para analisar isso. Já me perguntaram várias vezes, mas eu acho que na volta, depois da Copa, é que a gente vai sentir. Como vai vir o plantel, porque pode ser que cheguem jogadores ou saiam jogadores, e aí sim a gente pode dar uma opinião correta", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.