Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Muricy diz que ainda espera por Cleiton Xavier

Treinador aguarda pela recuperação do meia para definir o Palmeiras para o clássico contra o São Paulo

AE, Agencia Estado

28 de agosto de 2009 | 21h06

O técnico Muricy Ramalho vai esperar até o último momento para poder escalar Cleiton Xavier no Palmeiras no clássico de domingo, contra o São Paulo, no Morumbi. O meia ainda se recupera de torção no tornozelo direito sofrida na partida contra o Internacional, no último sábado.

 

Veja também:

linkPalmeiras confirma contratação do atacante Vagner Love

linkTime com dificuldade para vender patrocínio

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Um atleta da qualidade dele vai fazer falta sempre. Ele não está totalmente descartado. Dependendo do que acontecer, podemos até mudar a forma de jogar taticamente", disse o treinador nesta sexta-feira.

No entanto, o médico Vinícius Martins, considera difícil a escalação do armador. "Ele ainda sente dores, porém houve evolução. O problema é que não correu ou chutou bola nesse tempo todo", explicou.

Neste sábado, Cleiton Xavier vai fazer um teste. Se não sentir nada, cresce sua chance de participar do clássico. "Mas se realmente não puder jogar, já temos algo em vista", avisou Muricy, sem dar detalhes. "Mesmo que eu quisesse, não poderia passar a escalação para vocês. Vamos esperar para ver como o Cleiton vai se recuperar", completou.

Se puder contar com o jogador, Muricy mantém intacto o esquema que vinha sendo utilizado nas últimas partidas, com Cleiton Xavier na armação ao lado de Diego Souza. Sem ele, as possibilidades são a escalação do meia Deyvid Sacconi ou o atacante Ortigoza.

Com ou sem o líder de assistências da equipe, Muricy acha que será um clássico de pegada forte. "São dois times que marcam bem no meio-de-campo, mas que com a bola vão agredir o adversário. Acho que não vai fugir disso, não", explicou o treinador.

Na mesma entrevista, Muricy comemorou o acerto do Palmeiras com Vágner Love. "É um artilheiro. É diferente dos outros e pode fazer a diferença. Ele era importante para um grande clube europeu. Conversei com o Paixão [Paulo Paixão, preparador físico do CSKA Moscou] e sei que ele está em condições muito boas e não joga há apenas dez dias. É uma grande contratação", disse o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.