Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Muricy diz que não foi procurado pelo São Paulo

Tricampeão brasileiro pelo Tricolor deixou as portas abertas e agradeceu o apoio da torcida

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

10 de julho de 2013 | 08h00

SÃO PAULO - Relegado a segundo plano pela diretoria, Muricy Ramalho voltou a afirmar que não recebeu nenhum tipo de sondagem para voltar ao clube após sua passagem vitoriosa entre 2006 e 2010. Ele deixou as portas abertas e agradeceu o apoio da torcida. "É um clube que tem uma reputação muito grande, percebemos a vontade que os torcedores têm e isso é fundamental para um profissional chegar no time", disse o treinador à Rádio Estadão.

Ele também negou que a questão financeira seja preponderante para impedir um acerto. "As pessoas estão dizendo que houve contato e eu digo que não. Se eu ganhasse o que dizem já estaria fora do futebol", concluiu o treinador, que ganhava cerca de R$ 700 mil por mês no Santos.

Muricy não está totalmente descartado pela diretoria, mas ele só será procurado se as tratativas com Autuori fracassarem, o que por enquanto parece bastante improvável. O desfecho deve acontecer logo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.