Muricy diz que segredo da vitória do São Paulo foi manter time goleado

Contra o Grêmio, técnico escalou quase o mesmo time que perdeu por 5 a 2 para o Fluminense

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

25 de maio de 2014 | 09h21

SÃO PAULO - O técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, afirmou na noite de sábado, após a vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, pelo Brasileirão, que o segredo para fazer o time reagir depois de ser goleado pelo Fluminense foi não alterar a escalação. Segundo o treinador, essa decisão deu confiança à equipe e possibilitou uma atuação segura no triunfo no Morumbi.

A derrota por 5 a 2 no Maracanã foi a pior do São Paulo nos últimos três anos e fez o elenco se reunir com o técnico para analisar o que deu errado. Para Muricy, caso alterasse demais o time, transmitiria para os jogadores a responsabilidade pelo resultado. "Se é um técnico sem experiência, muda a equipe inteira. Poderia ter feito isso para agradar alguém, mas tenho personalidade e os jogadores tiveram essa força", explicou.

A única mudança para a partida contra o Grêmio foi o retorno do lateral-direito Douglas. Depois de cinco jogos, recuperou-se de estiramento na coxa esquerda e entrou na vaga do zagueiro Paulo Miranda, que vinha sendo improvisado no setor.

"O jogo foi muito equilibrado. Depois de um resultado muito ruim, como na quarta-feira, o que preocupava era o pouco tempo para mexer no time e sem ter tempo para treinar. Por isso, avisei aos jogadores que não mexeria", disse o técnico.

Muricy ressaltou que a vitória vai dar ao time a confiança necessária para esquecer o vexame contra o Fluminense. Para o treinador, o Grêmio é uma equipe que joga muito bem como visitante e, por isso, foi um teste importante para verificar o quanto o São Paulo já tinha assimilado a derrota no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.