Muricy elogia estrutura do São Caetano

O técnico Muricy Ramalho vibrou como nunca após a vitória esmagadora sobre o Santos, por 4 a 0, neste sábado, no Estádio Anacleto Campanella. Ele fez questão de ressaltar que o São Caetano venceu o "melhor time do Brasil" porque "acertou o jogo" e agora tem amplas condições de brigar pelo inédito título paulista contra o vencedor do confronto entre Paulista e Palmeiras. "O São Caetano é um grande clube, muito profissional, então merece chegar lá. O nosso time é muito bom, todos jogadores se aplicaram e acho que nosso jogou entrou bem, surpreendendo o adversário." Muricy não aceitou o rótulo de ter dado um "banho tático" em Leão. E justificou. "Isso não existe. O que acho é que marcamos muito melhor do que na Vila Belmiro." Sobre a escalação do time, com pelo menos duas surpresas, ele justificou como necessário "arriscar para surpreender". Assim ele usou o esquema 4-4-2, sacrificou um zagueiro - Gustavo - mas fortaleceu o lado esquerdo com a entrada de Triguinho. "Sabia que eles iriam marcar o Anderson Lima, então precisava de uma opção do outro lado do campo. E funcionou bem." No meio campo, o volante Fábio Santos reforçou o sistema de marcação, dando mais liberdade para Marcinho encostar nos atacantes. No ataque, outra surpresa: o veloz Euller no lugar de Warley. "O Euller é rápido e entrou para ficar nas costas do Léo", justificou o técnico. O meia Marcinho, que marcou dois gols e foi considerado o melhor em campo, gostou da nova maneira de atuar, com liberdade para criar, driblar e marcar seus gols. "Já tinha falado com o Muricy de que estava marcando muito. Eu acreditava que poderia ser mais útil na frente", comentou o meia, que dedicou seus gols à mãe e à mulher. O lateral Anderson Lima recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão no primeiro jogo da final, dia 11. O segundo jogo acontecerá dia 18. O volante Marcelo Mattos, que deixou o campo machucado, estava feliz da vida. "Não foi nada não, só cai de mal jeito. Estou inteiro para outra", disse o volante, que completou 50 jogos com a camisa do time do ABC. Os jogadores foram liberados após o jogo e se apresentam no clube na segunda-feira à tarde. Antes do primeiro jogo decisivo, o São Caetano vai enfrentar o Penãrol, do Uruguai, pela Taça Libertadores. O jogo será disputado, quinta-feira, no Anacleto Campanella, pela quinta rodada do Grupo 1, cujo líder e já classificado é o América, do México, com 10 pontos. A segunda posição é dividida por São Caetano, Penãrol e The Strongest, da Bolívia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.