Muricy elogia Maicon e diz que não aceita 'biquinho'

Muricy elogia Maicon e diz que não aceita 'biquinho'

Na volta ao comando da equipe, treinador diz que reservas devem estar preparados e que Luis Fabiano "perdeu oportunidade única"

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2014 | 06h49

O técnico Muricy Ramalho elogiou o desempenho e a postura do meia Maicon, autor do gol da vitória do São Paulo sobre o Atlético Paranaense por 1 a 0, no Morumbi, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. "Ele estava um tempão sem jogar, entrou numa partida duríssima contra o Grêmio e foi muito bem. Agora novamente foi bem e ainda fez o gol. Ele é um jogador importantíssimo", avisou o treinador.

Para Muricy Ramalho, mesmo ficando 11 partidas sem jogar, Maicon nunca desistiu e continuou treinando forte à espera de uma oportunidade. "Ele ficou fora, mas nunca chiou. Sempre foi um jogador responsável, de cara boa, e eu fiquei muito contente com seu gol e sua atuação, pois gosto muito dele", disse.

Ao mesmo tempo que Muricy Ramalho parabeniza Maicon, ele aproveita para mandar um recado para Luis Fabiano, que está na reserva. Ele sabe que o artilheiro quer entrar no time, mas terá de mostrar isso em campo. "Respeito a opinião dele, só que é o técnico quem escala o time. O Luis sabe como sou, não tenho preferência por ninguém e comigo jogar quem for melhor para o time" explicou, lembrando que o jogador não está criando nenhum tipo de problema no dia a dia. "Se criasse iria chamar ele para conversar".

O treinador entende que Luis Fabiano está melhorando e quando entrar precisa aproveitar a chance. "Ele tem de estar preparado porque o dia que jogar vai precisar mostrar. Não adianta ficar com biquinho, falo isso para todo mundo. É duro ficar fora, mas é a vida do profissional. Quando der brecha, ele não sai mais. Ele perdeu uma oportunidade única que era na Sul-Americana ao ser expulso".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.