O Dia
O Dia

Muricy exalta Guerrero e avisa que Marcelo Cirino será titular no Flamengo

'Centroavante vive de gols, não adianta', afirma treinador

Estadão Conteúdo

28 Janeiro 2016 | 10h25

A primeira vitória do Flamengo em 2016 saiu dos pés de Paolo Guerrero. Após longo jejum, o atacante peruano marcou os gols do time no triunfo por 2 a 0 sobre o Atlético Mineiro, no Mineirão, na estreia dos times na Copa Sul-Minas-Rio, nesta quarta-feira. E a sua postura no período sem gols foi exaltada pelo técnico Muricy Ramalho.

"O que ficamos contentes e temos conversado é que ele não desistiu, está brigando. Nos outros jogos ele não fez gol, mas lá em Recife estava muito quente e ele brigou demais. O cara não é artilheiro de graça. Centroavante vive de gols, não adianta. A gasolina dele é o gol. Ficamos muito contentes e tomara que com essa confiança ele faça muito mais gols", disse o treinador.

O atacante Marcelo Cirino também foi importante para o triunfo do Flamengo, afinal, pouco após deixar o banco de reservas e entrar em campo, teve participação decisiva no primeiro gol de Guerrero. Depois do jogo, Muricy avisou que é questão de tempo para o jogador voltar ser titular no setor ofensivo.

"Estamos em uma fase de preparar o time, de dar chances. O Gabriel marca melhor, faz o lado direito bem. O Marcelo Cirino ainda não está bem fisicamente para começar o jogo, é mais de velocidade. Será muito importante quando tivermos um meia. Com Mancuello podemos colocar o Cirino. Pouco a pouco vamos melhorando o time", disse.

Após sofrer seis gols nos dois amistosos que disputou na pré-temporada, diante de Ceará e Santa Cruz, o Flamengo não foi vazado no seu primeiro compromisso na Copa Sul-Minas-Rio. Muricy, porém, evitou só elogiar o rendimento do setor defensivo, avaliando que todo o time tem responsabilidade de ajudar na marcação.

"Quando se fala de setor defensivo, é o time todo. Tem vezes que falamos só dos setores e quando acontecem os gols é a defesa que foi mal. Não é a defesa que defende mal, é o time. Desde o início, futebol hoje é assim. Mas estamos começando o trabalho. No primeiro tempo demos um pouco de espaço para o Atlético-MG, as linhas tem que ficar mais juntas. Estamos alternando a subida, os jogadores vão entendendo e a gente vai melhorando", comentou.

Depois da estreia vitoriosa do Flamengo na Copa Sul-Minas-Rio, o Flamengo vai iniciar a sua participação no Campeonato Carioca. O time enfrentará o Boavista no próximo sábado, no Estádio de Édson Passos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.