Muricy: para o Paulistão, está bom; para a Libertadores, não

Técnico não esconde preocupação com o torneio continental e aguarda a chegada de reforços para o time

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

22 de fevereiro de 2008 | 10h25

O desempenho do São Paulo no Campeonato Paulista, após a vitória por 2 a 1 sobre o Paulista na noite de quinta, está bom para o técnico Muricy Ramalho porque o time está na terceira posição na classificação, ok? É o que ele mesmo diz. Mas que ninguém se considere aliviado. Ele avisa: para a Copa Libertadores, principal objetivo no ano, não está bom.Veja também: Borges desencanta e São paulo reassume a terceira posição Rogério Ceni está preocupado com o time do São Paulo"Temos que jogar melhor. Isto [o desempenho do time no jogo] é muito pouco para a Libertadores. Houve algumas mudanças e o time sentiu um pouco, mas os jogadores precisam ter consciência de que precisam fazer mais para lutar pelo título", discursa o técnico são-paulino, na coletiva no vestiário do Estádio do Morumbi. "É uma coisa boa sempre estar entre os quatro melhores, pois este é o objetivo. Tivemos algumas mudanças, estréias de jogadores... O time não mostrou um grande jogo, e o que valeu mesmo foi o resultado", reforça Muricy. O goleiro e capitão Rogério Ceni faz coro.Ele lembra que, para a competição continental, ainda espera pela chegada de mais jogadores, pois considera fundamental uma maior possibilidade de opções. "O desgaste é muito grande [no Paulistão]. A temperatura é alta em todos os lugares. Por isso que, quando a gente fala de plantel, é porque temos conhecimento disto. O que faz um time ser campeão é o plantel, não o time", discursa.NO MERCADOAs alternativas de reforços para o São Paulo, porém, ainda são escassas. O mais recente a chegar é o lateral-direito Eder, ex-Noroeste, anunciado nesta quinta. Outro que pode vir é Éder Luis, do Atlético Mineiro, que custa seis milhões de euros, mas o negócio está emperrado. Por causa destas dificuldades, Muricy até aproveitou o jovem atacante Roni, de 16 anos, que ficou no banco de reservas.O time tricolor volta os treinos na tarde desta sexta-feira no CCT da Barra Funda e se prepara para o jogo do final de semana, domingo, às 16 horas, contra o Noroeste, novamente no Morumbi. A estréia na Libertadores é na quarta-feira, dia 27, contra o Atlético Nacional, da Colômbia, na casa do adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.