Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Muricy promete São Paulo com força máxima no domingo

Treinador descarta ideia de poupar os titulares contra o Paulista em Jundiaí pelo Campeonato Paulista

Marcius Azevedo - Jornal da Tarde,

20 de março de 2009 | 20h12

SÃO PAULO - É melhor o Paulista se preocupar. O técnico Muricy Ramalho descartou a ideia de poupar os titulares por causa da Copa Libertadores, prometendo levar força máxima para o jogo de domingo, em Jundiaí, pelo campeonato estadual. Assim, o São Paulo tentará defender um retrospecto bastante favorável quando atua fora do Morumbi.

Veja também:

linkMuricy mostra ansiedade para escalar Eduardo Costa

linkSão Paulo renova contrato de Zé Luís até final de 2011

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Na temporada 2009, o São Paulo é até melhor fora do que dentro de seu estádio. Até agora, em oito jogos como visitantes, os comandados de Muricy conseguiram somar 75% dos pontos disputados: foram seis vitórias e duas derrotas. Já no Morumbi, em nove partidas, o desempenho é de 66,6%: cinco vitórias, três empates e uma derrota.

"É importante ter um bom aproveitamento fora, porque no Morumbi nosso time sempre é muito forte. Logo voltaremos a ganhar praticamente todos os jogos lá", afirmou Muricy, mostrando confiança no desempenho são-paulino na temporada, já que o time vem crescendo de produção, principalmente na disputa da Libertadores, que é prioridade no clube.

O desempenho é bom como visitante, de acordo com Muricy, porque o time do São Paulo sempre joga da mesma maneira, independentemente do local. "Criamos uma filosofia de que fora temos de jogar da mesma forma de que dentro de casa. Isso aí faz diferença", explicou o treinador, que já está no clube desde 2006.

A Libertadores é um exemplo disso. Após empatar na estreia com o Independiente de Medellín, em pleno Morumbi, o São Paulo derrotou América de Cali na Colômbia e Defensor Sporting no Uruguai. Assim, já com sete pontos somados, na liderança isolada do Grupo 4, está muito perto da classificação às oitavas-de-final da competição.

Para o zagueiro Miranda, existe uma outra explicação para o sucesso como visitante. "O São Paulo é um time que marca muito bem e usa bem o contra-ataque. Quando se joga fora, o adversário precisa sair. Aí, sabemos aproveitar", explicou o jogador. Essa situação, segundo ele, não costuma ocorrer no Morumbi. "Os times sempre jogam fechados. Eles não saem para o ataque nem quando sofrem o gol."

Em relação ao time que jogará domingo em Jundiaí, Muricy avisa que deve levar força máxima, mesmo depois da viagem de volta do Uruguai, onde o São Paulo atuou na última quarta-feira. "A gente sempre conversa com os jogadores porque eles que sentem o cansaço ou dor. Mas percebo que o nosso time está bem na condição física e na recuperação. E, se está melhor, temos de colocar o que tem de melhor", afirmou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.