Muricy Ramalho ainda sonha com título e quer mais adiamentos

Com 22 pontos e um jogo adiado ainda a fazer (contra o Grêmio), o Santos encerra o primeiro turno na 14.ª posição. A distância para o líder é de 15 pontos. Mesmo assim, Muricy Ramalho segue sonhando com o título. Para tanto, ele relembra o Campeonato Brasileiro de 2008.

AE, Agência Estado

28 de agosto de 2011 | 18h59

"Eu já ganhei um titulo depois de tirar uma diferença de 11, com o São Paulo. Aconteceu, a gente tirou, né?", lembrou Muricy, que faturou o Brasileiro de 2006, 2007 e 2008 pelo São Paulo e o do ano passado pelo Fluminense.

O treinador voltou a culpar os desfalques pelo mal desempenho do Santos no Brasileirão. Por isso, ele quer o adiamento de mais um jogo da equipe na competição: domingo, contra o Botafogo. O time não terá Neymar, Ganso e Danilo, à serviço da seleção. "Tenho Elano, Arouca e Ibson machucados. Não deve nem ter esse jogo contra o Botafogo, não vai ter jogador pra pôr. Temos jogadores pendurados, se levar amarelo na quarta não sei o que vai acontecer."

Para Muricy, a equipe vem crescendo na competição, tanto que não o time está há três rodadas sem perder. "A gente está com mais volume de jogo. A posse de bola melhorou também, o time está fazendo o adversário sofrer um pouco", analisou.

Na opinião do treinador, o empate deste domingo, em 1 a 1, contra o São Paulo, foi merecido. "Resultado foi justo. Ficou todo mundo contente", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.