Filipe Araújo/Estadão
Filipe Araújo/Estadão

Muricy Ramalho aposta em Jadson, o novo 'Jorge Wagner' nas bolas paradas

Técnico vê no camisa 10 um jogador capaz de repetir com precisão as batidas do antigo pupilo

PAULO FAVERO, Agência Estado

20 de setembro de 2013 | 18h36

SÃO PAULO - O meia Jorge Wagner foi importante para o São Paulo nas conquistas do Campeonato Brasileiro de 2007 e 2008. Especialista na bola parada, de seus pés saíram muitas jogadas ensaiadas e gols do time. Atualmente no Kashiwa Reysol, do Japão, ele já se colocou à disposição para voltar ao clube no próximo ano, mas o técnico Muricy Ramalho evita falar sobre o assunto e já escolheu um jogador para ser o responsável pela bola parada: o meia Jadson.

Camisa 10 do São Paulo, Jadson vem se esforçando nas cobranças de falta e escanteio, tanto que foi dele o escanteio que originou o gol de Rodrigo Caio na vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, no domingo passado. "O Muricy é um treinador que gosta bastante das jogadas de bola parada. Eu venho praticando e me dedicando nos treinamentos para aprimorar as cobranças", explicou o meia.

Muricy tem gostado do aproveitamento de Jadson, mas acha que o atleta ainda pode melhorar. De qualquer forma, elogiou a postura de Jorge Wagner do tempo em que ele esteve no Morumbi e não fechou as portas para um possível retorno. "Tive um grande prazer de trabalhar com ele, é um profissional excelente e pessoa de grande caráter. É legal saber que ele quer trabalhar comigo novamente", concluiu o treinador, que voltou ao São Paulo, após a vitoriosa passagem entre 2006 e 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.