Reprodução/ Twitter/ SporTV
Reprodução/ Twitter/ SporTV

Muricy Ramalho chama técnico do PSG de 'banana'

Comentarista do canal SporTV diz que time francês é uma bagunça e Unai Emery é o culpado

O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2017 | 10h04

Muricy Ramalho não poupou críticas ao técnico Unai Emery, do Paris Saint-Germain, depois do mal-estar público entre Neymar e o uruguaio Cavani após os dois se desentenderam na vitória de 2 a 0 sobre o Lyon, no último domingo. Para o ex-treinador e atual comentarista do canal SporTV, Emery é um "banana".

"Esse time e esse treinador são muito desorganizados. A culpa é dele pelo que aconteceu. Eu sempre defendo os treinadores, mas esse é culpado. É uma bagunça. Tudo sai definido de uma preleção. Não existe isso. Quem vai bater o escanteio está definido, quem vai bater falta está definido, está tudo definido. Essa bagunça é do treinador. Não sou contra os treinadores europeus, mas isso não acontece nem na várzea", disse Muricy na noite de segunda-feira no programa "Bem Amigos".

Para Muricy, o treinador não demonstrou pulso firme e controle do elenco. "É um banana. Ele não tem moral mesmo. Ele não definiu quem ia bater falta e pênalti. E o treinador que faz isso é desorganizado. Ele tem que voltar para o Sevilla. Ele não serve para lá", disse.

Neymar e Cavani têm dado sinais de desentendimento desde o segundo jogo de ambos, na estreia do brasileiro no Parque dos Príncipes, em Paris. Na ocasião, Neymar pediu para bater um pênalti, mas Cavani não deixou e converteu a cobrança. No último domingo, o clima azedou de vez. Primeiro, o lateral Daniel Alves pegou a bola e a repassou para Neymar cobrar uma falta que Cavani queria bater. Depois, o  uruguaio recusou-se a ceder a oportunidade de Neymar bater um pênalti, mas acabou parando no goleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.