Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Muricy Ramalho cobra Jadson em treino com bola no São Paulo

Meia foi o principal alvo das cobranças do treinador

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

08 de janeiro de 2014 | 11h25

SÃO PAULO - A primeira atividade com bola no São Paulo teve como protagonistas Muricy Ramalho e Jadson. Em treinamento de toque de bola e marcação realizado em campo reduzido no CT da Barra Funda, o meia foi o principal alvo das cobranças do treinador e terminou a atividade visivelmente esgotado fisicamente.

A atividade consistia em dois times com seis jogadores em que cada um tinha um marcador específico e um curinga (Cañete) jogava sem marcação e defendia o time que estava com a bola. Jadson ficou a cargo de marcar João Schmidt e sofreu para acompanhar o garoto, que em diversos momentos teve liberdade para atacar. À beira do campo, Muricy gesticulou e em não poupou o jogador das cobranças duras.

"Jadson, pega ele!", "Pega ele, Jadson, vamos!", "Se você não marcar você vai sofrer", "Eu sei que é f..., mas você precisa marcar até o fim", foram alguns dos muitos gritos do comandante, que também exigiu bastante de Silvinho e João Schmidt.

No fim da atividade o meia apoiou as mãos nos joelhos e ficou alguns minutos curvado sozinho, visivelmente extenuado. Depois, sentou-se sozinho numa sombra enquanto os outros jogadores foram beber água. O restante do elenco ficou na academia fazendo exercícios enquanto os goleiros tiveram um treino leve em campo separado.

Jadson, de 30 anos, era um dos jogadores mais cotados a deixar a equipe após terminar o ano na reserva de Paulo Henrique Ganso. O presidente Juvenal Juvêncio chegou a dizer que tinha uma "situação encaminhada" por ele, mas o vice de futebol João Paulo de Jesus Lopes afirmou se tratar apenas de uma sondagem e que o atleta - que interessa ao Grêmio - permaneceria no Morumbi em 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.