Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Muricy Ramalho cobra jogadores do Santos na volta da folga

Treinador não digeriu a falta de interesse dos atletas na derrota para o Atlético-GO

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2012 | 08h16

SANTOS - Muricy Ramalho vai cobrar maior empenho do time nos três jogos restantes do Campeonato Brasileiro na reapresentação dos jogadores do Santos nesta terça-feira, às 10h, no Centro de Treinamento Rei Pelé, depois da folga de dois dias. O treinador não digeriu a falta de interesse demonstrada por alguns atletas na derrota de virada por 2 a 1 contra o já rebaixado Atlético-GO, sábado passado, em Gama, e poderá até mudar o esquema de jogo para enfrentar o Figueirense, sábado à noite, na Vila Belmiro.

A mudança confirmada é o retorno de Juan à lateral-esquerda em substituição a Gerson Magrão, que cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Outro que pode voltar é Miralles, que ficou fora contra os goianos porque estava suspenso. Muricy tanto poderá escalar o time com três atacantes, trocando o esquema 4-4-2 pelo 4-3-3, com a saída de um dos volantes, como também substituir André, que não tem jogado bem, pelo argentino.

Enquanto a última lembrança de Miralles em campo é a da bonita jogada e da assistência para o terceiro gol de Neymar, na vitória por 4 a 0 contra o Cruzeiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte, André está há seis jogos sem marcar, desde o dia 10 do mês passada. Foi dele o primeiro gol na vitória por 2 a 0 contra o Botafogo, no Engenhão, na 29.ª rodada do Brasileiro. Miralles marcou o segundo.

Como há possibilidade de o clássico contra o Palmeiras, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, ser transferido para o Pacaembu, o jogo de sábado poderá ser a despedida do time da Vila Belmiro na temporada. Mais uma razão para Muricy exigir a reabilitação do time, que, na rodada passada caiu da 9.ª para a 12.ª colocação na classificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.