JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Muricy Ramalho contém euforia e afirma que fazer 6 era 'obrigação'

Treinador reclama que em certo momento do jogo a equipe se acomodou

Agência Estado

30 de janeiro de 2014 | 11h29

SÃO PAULO - O técnico Muricy Ramalho conteve a euforia ao comentar a vitória do São Paulo sobre o Rio Claro, por 6 a 3, na noite desta quarta-feira, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. O treinador preferiu um discurso mais cauteloso e voltou a pregar evolução já projetando o clássico contra o Palmeiras, neste domingo, às 17 horas, no Pacaembu, pela quinta rodada do torneio estadual.

"É difícil fazer seis gols, mas ainda estamos longe de ser um time de futebol, muito longe ainda, está melhorando. Falta um pouco mais de consistência, Fizemos seis porque é obrigação jogando em casa, adiantados, arriscando, mas ainda é muito pouco para ser um time. Estou contente pelo resultado, mas não entusiasmado", disse o comandante, em entrevista coletiva após o confronto.

Muricy também criticou o fato de o São Paulo ter se acomodado em certo momento da partida, fato que permitiu ao Rio Claro marcar três gols, antes de Antonio Carlos decretar o 6 a 3. "É o relaxamento do time que fez seis gols. Em um jogo que estiver 1 a 0 ou 2 a 0, jogo duro, o cara não relaxa assim. Os três que tomamos foram em bolas que estavam nos nossos pés. Não poderíamos ter (o relaxamento), mas é natural depois de tantos gols, encontramos um pouco de facilidade no jogo", acrescentou.

O comandante ainda comentou, após o duelo diante do Rio Claro, a contratação do colombiano Pabón, que assinou contrato com o São Paulo na noite desta quarta-feira após ter sido emprestado pelo Valencia, da Espanha. Ele esteve, inclusive, no Morumbi para acompanhar a vitória tricolor. "Ele está vindo com a intenção de recuperar sua posição na seleção (da Colômbia). É um meia ofensivo que faz gols. Os meias têm de fazer gols também. Ele é um jogador agudo", disse o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.