Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Muricy Ramalho elogia Léo e pede calma com garotos da base do Santos

'Pelo que ele está jogando, é titular, apesar da idade', afirmou treinador sobre lateral

AE, Agência Estado

25 de março de 2013 | 11h40

SANTOS - Recheado de desfalques no clássico de domingo, Muricy Ramalho aproveitou o duelo do Santos com o Palmeiras, no Pacaembu, para testar alguns garotos da base. Insatisfeito com o empate sem gols e com a atuação dos jovens atletas, o treinador deixou o campo com maior confiança nos veteranos e pediu maior paciência com os novatos.

Entre seus jogadores de confiança, Muricy citou Léo e garantiu sua vaga entre os titulares, em um momento em que o veterano vinha ganhando a concorrência do jovem Emerson. "Pelo que ele está jogando, é titular, apesar da idade. O Emerson tem um problema sério, que é o alto nível de contusões", justificou.

O treinador se mostrou aliviado com o retorno de Neymar e Montillo na próxima rodada. Os dois foram desfalques no fim de semana porque estão integrados à seleção brasileira e argentina. "A volta deles é importantíssima. São jogadores que fazem muita falta. Quando não estão, temos de pensar mais na parte tática", afirmou Muricy.

Diante da fraca atuação do Santos, o técnico poupou críticas aos novatos Neilton e Giva e pediu calma à torcida. "Ele [Neilton] entrou como titular no clássico e imagina como foi a noite interior, a cabeça dele. É normal, também comecei assim e sei como é clássico. Na preleção falei para ele jogar igual ao juniores, mas o cara sente a pressão, não tem jeito".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.