Sérgio Castro/AE - 24/11/2009
Sérgio Castro/AE - 24/11/2009

Muricy Ramalho está preocupado com o cansaço no Palmeiras

Técnico teme que maratona tire mais jogadores das próximas partidas; diretoria ainda busca atacantes

estadao.com.br

11 de fevereiro de 2010 | 09h43

O técnico Muricy Ramalho esperava mais do Palmeiras diante do Flamengo-PI, em Teresina, pela Copa do Brasil. O treinador queria uma vitória por mais de dois gols de diferença para evitar o jogo de volta no Estádio Palestra Itália, em 24 de fevereiro. O motivo da preocupação é o cansaço.

Veja também:

linkJogadores do Palmeiras admitem dificuldades

linkO JOGO - Flamengo-PI 0x1 Palmeiras

tabela COPA DO BRASIL - Tabela

"A gente tinha de ter vencido por dois gols de diferença. Estávamos melhor no segundo tempo, mas faltou pouco para conseguirmos outro gol", lamenta o técnico.

O Palmeiras terá de enfrentar o Botafogo de Ribeirão Preto pelo Paulistão, fora de casa, neste sábado. Muricy vai fazer uma análise para saber se dará folga para alguns jogadores.

"Não se trata de poupar. Acontece que temos atletas que estão no limite neste começo e podem arrebentarem. O Marcos já sentiu [não pegou o Flamengo]. O Pierre também está no limite. Essa partida em Ribeirão não dará tempo para recuperação", analisa Muricy.

ATAQUE

Muricy ainda está na espera de reforços para o setor ofensivo. De acordo com o treinador, Ewerthon, do Zaragoza (ESP), está bem perto. Outro que interessa é Velázquez, do Libertad (PAR). Porém, a negociação com o atleta paraguaio depende da ajuda da parceira Traffic.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.