Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Muricy Ramalho estreia no Palmeiras de olho na liderança

Treinador espera por vitória contra o Fluminense nesta quarta-feira para assumir a ponta do Brasileirão

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

28 de julho de 2009 | 22h09

O torcedor do Palmeiras começa nesta quarta-feira a conhecer de perto o treinador que venceu as últimas três edições do Campeonato Brasileiro. Muricy Ramalho faz sua estreia no time que busca a liderança isolada contra o instável Fluminense, às 21h50, no Palestra Itália - o confronto terá acompanhamento online do estadao.com.br e transmissão ao vivo pela rádio Eldorado/ESPN, também no FM 107,3.

 

Veja também:

linkDiego Souza retribui elogios ao novo técnico do Palmeiras

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

O técnico vai aos poucos conhecendo o elenco. Ele foi apresentado na última sexta e, dois dias depois, viu das tribunas do estádio de Presidente Prudente a boa vitória sobre o Corinthians, por 3 a 0 - Jorginho, agora auxiliar, comandou a equipe. Nesta quarta, mantém a mesma formação e os mesmos jogadores. "Não pode mudar o que está dando certo", explicou. "Arrumamos apenas alguns detalhes de marcação".

 

Muricy realizou nesta terça o primeiro coletivo. Foi rápido, mas já colocou seu estilo em campo. Recuou um pouco Edmílson e fez com que Pierre e Souza caíssem pelos lados. "Tem de soltar os volantes para fazer a ultrapassagem", ensinou. "Como fez o Pierre no primeiro gol contra o Corinthians". No lance, lembrou Muricy, o camisa 5 recebeu na direita e cruzou para Obina fazer 1 a 0.

 

Com os mesmos 28 pontos que o Atlético Mineiro, o Palmeiras só perde a primeira colocação no saldo de gols (13 a 12). Se vencer ou até empatar com o Fluminense, assume provisoriamente a ponta - o rival pega o Flamengo na quinta, no Maracanã.

 

Para conquistar os três pontos, Muricy aposta na força da torcida. Acredita numa boa recepção. "Eu já tive um encontro bom (no último jogo), me trataram bem", recordou. "O apoio deles é muito important

 Palmeiras
Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Danilo e Armero; Edmílson, Pierre, Souza e Cleiton Xavier; Diego Souza e Obina
Técnico: Muricy Ramalho
 Fluminense
Fernando Henrique; Edcarlos, Luiz Alberto e Dalton; Mariano (Maicon), Fabinho, Wellington Monteiro, Marquinho, Conca e João Paulo (Dieguinho); Kieza
Técnico: Renato Gaúcho
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/MG)

Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)

Horário: 21h50

Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 Khz; FM 107,3

e". Segundo o treinador, o grito que vem das arquibancadas será fundamental na hora da partida. "A torcida joga junto, pressiona", afirmou, lembrando de um outro ponto importante do Palmeiras quando atua em casa. "O time aperta os adversários e diminui os espaços".

 

Muricy está confiante no quarto título nacional consecutivo. Diz que ainda vai estudar e analisar bem o grupo para saber se precisa de reforços, mas por enquanto garante estar feliz com o elenco. "O Palmeiras está mostrando ter um bom time. Muda jogadores e mantém o nível, o elenco responde".

 

Com toda sua experiência, ele só pede uma coisa ao grupo: nada de se entusiasmar demais com a campanha. "Conversei com os jogadores antes do treino. Eles têm de ficar contentes, mas não empolgados".

 

Além de elogiar o elenco, Muricy agradece também a Jorginho, responsável pela fase que a equipe vive. "Estou assumindo numa posição muito boa, o que me dá confiança", declarou. "O trabalho do Jorginho foi ótimo". Nesta quarta, o Fluminense terá de tomar cuidado redobrado - vai encarar um Muricy empolgado. "Estou com muita vontade depois do descanso que tive", afirmou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.