Eduardo Nicolau/AE
Eduardo Nicolau/AE

Muricy Ramalho minimiza reencontro com o São Paulo

Técnico do Palmeiras diz que foi bem recebido pelos ex-companheiros, no empate por 0 a 0, no Brasileirão

30 de agosto de 2009 | 19h26

Campeão pelo São Paulo, mas hoje no comando do Palmeiras, o técnico Muricy Ramalho minimizou sua volta ao Morumbi, no empate sem gols entre os dois times, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, o espetáculo foi mais importante, apesar do resultado do clássico.

 

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi São Paulo 0x0 Palmeiras 

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Logo na sua chegada ao estádio, Muricy foi recebido pela diretoria do São Paulo e fez questão de cumprimentar todos os antigos companheiros. Já dentro de campo, recebeu abraços dos ex-jogadores e se mostrou feliz por rever os amigos.

 

"Deveria se falar mais do jogo do que da minha volta. Acho que exageraram um pouco, mas fiquei contende de ter reencontrado pessoas que eu gosto", disse o técnico do Palmeiras, que passou três anos e meio no arquirrival.

 

Muricy também não deu importância ao que chamou de polêmicas criadas depois de sua saída do São Paulo. Ele gostou da recepção feita pelos jogadores e disse que não sentiu nada de diferente ao enfrentar o ex-clube.

 

"Estava muito concentrado no jogo. A gente iria enfrentar uma grande equipe, mas eu sabia que os caras [jornalistas] viriam em cima de mim", declarou. "O que eu mais gostei foi que todos os jogadores vieram me cumprimentar no banco".

O comandante palmeirense fez questão, até, de desmentir os boatos de que teria brigado com o atacante Dagoberto, quando esse era seu jogador e ficava no banco de reservas. Antes do jogo, os dois deram um abraço e mostraram que não sobraram rusgas.

"O Dagoberto sempre foi muito correto comigo. Só reclamou de ficar no banco e isso é até bom, porque mantém o jogador motivado. Eu felizmente vi a entrevista dele e sei que ele não falou nada demais", disse.

 

Com o 0 a 0, o Palmeiras se mantém líder do Brasileirão, agora com 41 pontos. O próximo compromisso do time é sábado, às 18h30, contra o Barueri, no Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.