Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Muricy Ramalho pede para torcida ter calma com Armero

Treinador reconhece falha do colombiano no empate do Palmeiras diante da Portuguesa no Palestra Itália

André Rigue - estadao.com.br,

05 de fevereiro de 2010 | 09h41

O lateral-esquerdo Armero novamente demonstrou insegurança e errou no primeiro gol da Portuguesa diante do Palmeiras. O jogador tinha tranquilidade para sair jogando, mas deu um chutão e acertou o rosto de Marco Antônio. No rebote, a bola sobrou nos pés de Luiz Carlos, que bateu na saída de Marcos.

Veja também:

linkPalmeiras apenas empata com a Portuguesa por 1 a 1

link Muricy Ramalho aprova atuação

linkArmero não tem explicação para nova falha

link Portuguesa lamenta empate

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

O colombiano tem errado com frequência no Palmeiras. No clássico contra o Corinthians, ele foi substituído ainda no primeiro tempo e chorou no banco de reservas. No jogo contra o Ituano, no Palestra Itália, ele também falhou em duas jogadas que terminaram em gols do time do interior.

Para o técnico Muricy Ramalho, a torcida precisa ter paciência com Armero, que pediu desculpas pela atuação contra a Portuguesa. "Ele é um humano, e erra mesmo", explica o treinador. "A gente não pode denegrir o atleta. Vamos conversar com ele, tudo internamente. Ele precisa de força."

"O jogador vive um momento de insegurança. Mas não podemos desistir dele", continua Muricy. "Ele precisa recuperar a confiança. O ato de reconhecer o erro é realmente nobre. Técnico, jogador, jornalista... Todos acham que nunca erram. E um atleta reconhecer um erro é diferente."

Muricy não confirmou se Armero continuará no time. O Palmeiras se reapresenta na tarde desta sexta-feira na Academia de Futebol. O próximo duelo no Campeonato Paulista será no domingo, diante do Bragantino, em Bragança Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.