Muricy Ramalho pede punição para o atacante Kléber

Jogador do Palmeiras acerta uma cotovelada no zagueiro André Dias, que precisa levar 7 pontos no supercílio

Redação,

16 de março de 2008 | 19h40

O técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, pediu punição para o atacante Kléber, do Palmeiras, que acertou uma cotovelada no zagueiro André Dias. O jogador são-paulino ficou com o supercílio aberto e teve de levar sete pontos.   Veja também:  Ouça os gols da vitória do Palmeiras na Rádio Eldorado/ESPN   "Não gosto de falar de arbitragem, mas o rapaz [Kléber] merecia ter sido expulso pelo que fez. Não achei legal essa cotovelada", afirmou Muricy nos vestiários do Estádio Santa Cruz, após a derrota para o Palmeiras por 4 a 1 pelo Campeonato Paulista.   O jogador do Palmeiras, ao final do jogo, disse que a cotovelada tinha sido acidental e pediu desculpas para o jogador do São Paulo.   Sobre os três pênaltis do Palmeiras, Muricy não quis fazer comentário. "Essas coisas são do futebol. Não dá para falar dos pênaltis, até porque não tive uma visão muito boa. O jogo foi limpo, com as duas equipes procurando o gol. Todo mundo queria ganhar."   Para Muricy, o nervosismo demonstrado pelo São Paulo foi normal depois da virada. "Os jogadores são seres humanos, não tem jeito. Claro que a gente pede para não reclamar, para não fazer falta, mas isso nem sempre dá certo."

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasSão Paulo FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.