Ricardo Saibun/Divulgação - 15/7/2011
Ricardo Saibun/Divulgação - 15/7/2011

Muricy Ramalho reclama até de semana sem jogo no Campeonato Brasileiro

Técnico do Santos lamenta o fato de não poder contar com os jogadores que serviram a seleção

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2011 | 08h22

SANTOS - A semana sem jogo poderia ser a oportunidade que Muricy Ramalho tanto reclama para descansar os jogadores mais desgastados e ensaiar as mudanças necessárias para que o Santos se reabilite da derrota contra o Figueirense, sábado à noite, diante do Fluminense, no Rio. Mas, não é.

Sem Rafael, Danilo, Borges e, principalmente, Neymar, o seu trabalho ficou comprometido. O quarteto estava com a seleção brasileira até quarta-feira, em Belém, para o segundo jogo contra a Argentina pelo Superclássico das Américas. Por isso, o treinador não tem o que comemorar.

Quando o calendário finalmente deu uma folga, ele ficou sem os principais titulares para os treinamentos táticos e técnicos. E, o pior: Neymar, que não teve férias por causa da seleção sub-20, já disputou 54 jogos na temporada e, como é o mais desgastado fisicamente do grupo, não sabe como estará em dezembro, no Mundial de Clubes.

Sem Rafael, goleiro titular, e Danilo e ainda em dúvida quanto ao substituto de Léo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Muricy não pôde treinar a defesa e o ataque nas bolas altas na área, que são a sua preocupação permanente. Todas as dúvidas do treinador terão que ser desfeitas no mini-coletivo de amanhã cedo, quando todos os jogadores estarão de volta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.