Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Muricy Ramalho revela procura do Santos para ser técnico: 'Teve só sondagem'

Atualmente comentarista, Muricy está afastado do cargo de técnico desde o início de 2016

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2018 | 10h30

Desde o final do Campeonato Brasileiro, a diretoria do Santos está atrás de um técnico para a temporada de 2019. Um dos nomes procurados foi o de Muricy Ramalho, que negou a oferta e continuará o seu trabalho como comentarista de TV. O fato foi revelado pelo próprio Muricy no programa Bem Amigos, do SporTV, na noite de segunda-feira.

"Teve só sondagem", disse Muricy Ramalho, ao ser questionado por Galvão Bueno sobre uma procura da diretoria do Santos. "Tem toda hora convite, Galvão", prosseguiu. O ex-treinador, que não deseja quebrar o seu contrato com a emissora de TV a cabo, teria sido convencido pela sua família a não aceitar o convite santista.

Muricy Ramalho teve uma passagem vitoriosa pelo Santos entre 2011 e 2013. O time foi duas vezes campeão do Campeonato Paulista (2011 e 2012), uma da Copa Libertadores (2011) e uma da Recopa Sul-Americana (2012). Isso tudo comandando uma equipe que tinha Neymar e Paulo Henrique Ganso como destaques. Mas ele era o técnico na derrota por 4 a 0 para o Barcelona, no Japão, na final do Mundial de Clubes da Fifa de 2011.

O atual comentarista de TV está afastado dos campos de futebol desde o início de 2016. Ele havia iniciado um trabalho no Flamengo, mas teve que deixar o clube rubro-negro por problemas de saúde. Poucos meses depois, em novembro, começou a trabalhar no SporTV.

Sem Muricy Ramalho, o Santos segue sua busca por um técnico e os nomes mais cotados agora são Dunga, ex-treinador da seleção brasileira, e o argentino Ariel Holan, atualmente no Independiente. Após o fim do Brasileirão, Cuca deixou o clube para se submeter a uma cirurgia cardíaca, realizada com sucesso na semana passada.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.