Muricy Ramalho vê desgaste e poderá poupar titulares no domingo

Treinador esclarece que decisão independe de beneficiar ou não o Corinthians

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

13 de março de 2014 | 08h21

SÃO PAULO - O São Paulo pode poupar jogadores para a partida contra o Ituano, neste domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. Segundo Muricy Ramalho, o elenco está muito desgastado e ele irá avaliar o que fazer no fim de semana antes de tomar qualquer decisão.

A decisão do treinador interessa diretamente ao Corinthians, que disputa vaga para a próxima fase do torneio estadual com a equipe de Itu e torce por uma vitória do São Paulo para evitar o vexame de uma eliminação ainda na primeira fase. O time alvinegro é o terceiro colocado do Grupo B, com 20 pontos, dois a menos que o Ituano, que hoje estaria classificado.

"Alguns jogadores estão no limite, os exames mostram isso. E neste ano estamos indo muito bem, nossos jogadores estão bem na parte muscular, ninguém está lesionado tirando o Souza, que é problema de joelho. Vamos pôr o time muito forte, mas vamos olhar a parte física. Tive a experiência no ano passado no Brasileiro do ano passado quando coloquei um time cansado para enfrentar o Atlético-PR e levamos 3 a 0. Pode ser que coloquemos alguns jogadores descansados para esse jogo", avisou.

A derrota para o São Paulo no clássico do último domingo deixou o Corinthians dependendo de outros resultados para avançar e alimentou o debate de uma eventual "tirada de pé" dos são-paulinos para atrapalhar o rival. Muricy rechaça qualquer possibilidade de corpo mole, mas adianta que tomará as decisões que beneficiem seu time e não irá se preocupar com a situação do rival.

"Não tenho nada com o Corinthians, eu me preocupo com o São Paulo e tenho que ver o que é melhor para o São Paulo, se tiver que descansar jogador é porque é bom para o time. Ganhar é bom porque nos classifica em primeiro do grupo e a vitória dá confiança, futebol é sequência", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.