Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Muricy recomenda para Milton Cruz não assinar contrato de técnico

'É melhor deixar como está', alerta ex-treinador para seu substituto

O Estado de S. Paulo

09 de maio de 2015 | 07h00

A dúvida sobre a real situação do técnico Milton Cruz no São Paulo já chegou ao ex-comandante do time. Muricy Ramalho disse nesta sexta-feira que o ideal é o seu substituto não se arriscar a assinar um contrato como treinador efetivo do clube para evitar mais cobranças pelos resultados.

Em pouco mais de um mês no cargo foram cinco vitórias em seis jogos do time sob o comando de Milton Cruz, que tem sido elogiado pelos jogadores. "O Milton está preparado, mas é melhor deixar como está, sem assinar contrato, porque não sente tanta pressão. Ele está indo muito bem e tomara que vá mais longe, está sendo muito bom para o São Paulo", comentou em entrevista para a rádio Bradesco Esportes.

Milton Cruz trabalha no São Paulo há 21 anos como coordenador técnico. Apesar de diversas passagens como treinador temporário, a atual gestão é a mais longa como comandante. O presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, já disse que o técnico está efetivado no cargo, mas Milton não gostar da ideia. "Não sou técnico. Estou técnico", disse na última quarta-feira, ao fim da vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, pela Copa Libertadores.

" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.