Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Muricy ressalta problemas de saúde e diz não aguentar mais

Enfraquecido no cargo, técnico do São Paulo revela cansaço

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2015 | 07h00

Muricy Ramalho está cada vez mais abatido e inseguro no comando do São Paulo. As más atuações do time, como a derrota para o Botafogo-SP neste domingo, se somam aos problemas de saúde do treinador, que voltou a admitir que se sente muito fragilizado pela sequência de maus resultados da equipe.

"Estou arrebentado com a minha saúde, não estou aguentando mais. Temos a obrigação de jogar um pouco mais", disse logo depois da derrota por 2 a 0 em Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista. O São Paulo escalou a força máxima e ainda assim foi incapaz de evitar o domínio dos mandantes na etapa final, quando fizeram dois gols e ainda acertaram um chute na trave.

No começo do ano o técnico teve uma crise de diverticulite. O problema levou Muricy a ficar internado e perder a estreia do São Paulo na temporada. "Estou cansado já faz algum tempo. Esse problema que eu tenho desgasta mesmo e com o estresse acentua um pouco. Vou ter de conviver com isso por muito tempo", contou. No ano passado o treinador também teve uma crise de arritmia cardíaca e precisou ser hospitalizado.


Aos 59 anos, Muricy passou a se cuidar mais. Depois da diverticulite, tem procurado se alimentar melhor e pratica mais atividades físicas. Conseguiu emagrecer e ainda tem apresentado um comportamento mais calmo à beira do gramado. Conhecido pelo jeito estressado, tem gritado pouco durante as partidas.

A derrota para o Botafogo desanimou o técnico, que definiu a atuação do São Paulo como vergonhosa. Semanas atrás, após a derrota para o Palmeiras, Muricy admitiu não saber mais como mexer e incentivar a equipe para reagir. "Fico preocupado com o time, mas fico proecupado também com a minha saúde. A gente passa por alguns sustos e é complicado".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.