Muricy revela preocupação com desgaste do Flamengo antes de clássico

O desgaste físico dos jogadores virou um problema extra para o Flamengo. Às vésperas do clássico com o Fluminense, pela segunda rodada da Taça Guanabara, o técnico Muricy Ramalho admitiu preocupação com o desgaste dos jogadores para o jogo no Pacaembu, ainda mais que o adversário não entrou em campo no meio de semana, ao contrário da sua equipe, que teve compromisso pela Copa do Brasil no Sergipe - perdeu por 1 a 0 para o Confiança.

Estadão Conteúdo

18 de março de 2016 | 17h28

"A sequência está muito grande, fica até difícil cobrar os jogadores. Não sou de dar desculpa, mas os erros de passe aumentam com o desgaste", desabafou Muricy, culpando o desgaste por falhas que os jogadores cometeram nas últimas partidas.

Preocupado, Muricy deu a entender que até pode poupar alguns titulares no clássico com o Fluminense, pois os exames realizados detectaram alto grau de desgaste em vários atletas do elenco. "Não tenho ideia, está nesse nível. Os números são preocupantes em termos de cansaço. Vamos conversar, porque não dá para treinar", afirmou.

Envolvido em três competições - Campeonato Carioca, Sul-Minas-Rio e Copa do Brasil -, o Flamengo já disputou 13 partidas em 2016. Para piorar, com o Maracanã e o Engenhão fechados, o time precisa viajar para fora do Rio mesmo quando o time é mandante.

É o que se repetirá neste fim de semana. Após estrear com vitória sobre o Madureira na Taça Guanabara, no sábado passado, o time agora fará clássico com o rival Fluminense em São Paulo, no Maracanã, que foi palco de confronto entre os times pela última vez em 1942 - o Fla-Flu terminou empatado por 0 e 0 e foi válido pelo Torneio Quinela de Ouro.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.