Muricy só vai revelar escalação do São Paulo no vestiário

O mistério de Muricy Ramalho em relação ao time que enfrentará o Palmeiras, no domingo à tarde, no Morumbi, continua. Após o treino desta sexta-feira, o treinador do São Paulo não deixou escapar quase nada sobre a equipe, que só deve ser anunciada no vestiário. As únicas certezas parecem ser apenas o goleiro Rogério Ceni, o lateral-direito Ilsinho, o volante Hernanes e o meia Jorge Wagner."Temos dois compromissos super importantes [Palmeiras e Necaxa] e alguns probleminhas. Por isso, é preciso ter paciência. Estamos recuperando alguns jogadores, enquanto outros estão sentindo um pouco. Então, não podemos ter pressa. Vou ver o time para esse jogo contra o Palmeiras com muito carinho", disse Muricy Ramalho.Os principais "probleminhas" do Tricolor são Josué, Aloísio e Marcel. O primeiro até que treinou com o restante do elenco, mas não escondeu um incomodo na perna direita. O suficiente para ser resguardado para o confronto de quarta-feira, contra o time mexicano, pela Libertadores da América.Aloísio também esteve em campo, mas treinou sozinho. E tudo muito leve. O receio da comissão técnica é para que o grandalhão não se machuque justamente às vésperas de uma partida pela Libertadores, em que é tido por Muricy Ramalho como "indispensável".Para complicar, o substituto imediato de Aloísio também está fora de combate. Marcel, que jogou contra o Rio Branco e até marcou um gol na goleada por 4 a 0, só ficou na sala de fisioterapia. Na saída do CT, ele revelou sofrer de um problema no músculo da coxa esquerda e fez sinal negativo com a mão quando perguntado se jogaria o clássico - os médicos do clube já confirmaram a sua ausência. Assim, Borges ou Lenilson devem acabar formando a dupla de ataque com Leandro.Mas diante de tantas dúvidas, o treinador deixou claro que a presença de Jorge Wagner é necessária, para que o atleta recupere o ritmo depois de 20 dias parado por conta de um entorse no tornozelo esquerdo. "Ele precisa jogar, treinou bem, mas vamos esperar um pouquinho porque ele está retornando de um problema de articulação, que é sempre delicado. Mas ele precisa de ritmo", disse Muricy.O técnico não confirma o resto, mas Ilsinho também estará em campo. Afinal, ele é o único lateral-direito disponível. Reasco, que retornou nesta sexta de manhã da seleção equatoriana, parece sofrer de dores musculares; Maurinho segue de fora por conta de uma lesão, e o garoto Jackson, que estreou frente ao Rio Branco, viajou para os Estados Unidos com a equipe sub-19 para disputar a Dallas Cup. Hernanes joga porque, além de prestigiado pelo chefe, não está inscrito nesta fase da Libertadores. E Ceni porque é ídolo e não gosta de ficar de fora dos jogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.