Gilvan de Souza|Divulgação
Gilvan de Souza|Divulgação

Muricy Ramalho sofre arritmia e é internado em hospital no Rio

Treinador passa bem, mas não comanda o Flamengo pela Copa do Brasil

Estadão Conteúdo

17 de maio de 2016 | 17h42

Menos de quatro meses após seu retorno ao futebol, o técnico Muricy Ramalho está de novo em um hospital. O treinador passou mal no início da tarde desta terça-feira e, de acordo com o Flamengo, foi levado a um hospital na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Pelo que explicou o diretor médico do clube, Márcio Tannure, Muricy tem um quadro de fibrilação arterial, uma espécie de arritmia cardíaca.

"É um problema de coração. A fibrilação atrial se dá quando se tem ritmo irregular do coração, mas não tem nada a ver com enfarte. Ele já teve isso antes. Vamos avaliar junto com a equipe médica que está no (Hospital) Samaritano. Ele está bem, estável e será reavaliado amanhã (quarta)", explicou o médico rubro-negro.

Ainda de acordo com Tannure, a arritmia já está controlada. "O quadro foi revertido através de medicamentos", contou. "Ele está estável. Saberemos depois se será necessária alguma intervenção, que não é cirúrgica", completou.

Muricy está com 60 anos e teve o mesmo problema quando dirigiu o São Paulo. Em setembro de 2014, ele passou mal durante um treino do clube paulista no CT da Barra Funda e ficou internado quatro dias em um hospital de São Paulo. A partir de então, passou a ser monitorado pelos médicos são-paulinos, que passaram para os profissionais do Flamengo informações sobre o histórico do treinador.

A doença que afastou Muricy do futebol por quase toda a temporada de 2015, entretanto, foi uma diverticulite, uma inflamação no intestino grosso. O treinador já se afastou do trabalho, em outros momentos da carreira, também por pedra no rim (no São Paulo, em 2009) e hérnia de disco (no Santos, em 2011), além de diverticulite (também no Santos, em 2013).

Muricy não comanda o Flamengo diante do Fortaleza, nesta quarta-feira, em Volta Redonda, pela Copa do Brasil. A diretoria ainda não definiu quem fica como interino: Tata ou Jayme de Almeida. Os dois dividiram a função nesta terça-feira, no treino do Flamengo. Foram instruídos pelo técnico por telefone.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.