Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Muricy tem alta e voltará ao trabalho no São Paulo nesta terça

Técnico são-paulino passou quatro dias internado por causa de uma diverticulite aguda e não pôde acompanhar o time em Manaus

Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2015 | 12h17

Depois do susto dado na última quinta-feira, o técnico Muricy Ramalho teve alta e deixou o Hospital São Luiz, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira. Foram quatro dias internado por conta de uma diverticulite, que impediu que ele viajasse com o São Paulo a Manaus para as partidas contra Vasco e Flamengo, na disputa do torneio amistoso Super Series - o time acabou ficando com o vice.

Muricy sentiu fortes dores na quinta-feira e logo foi para o hospital realizar exames. Lá, foi constatada uma diverticulite aguda (inflamação na região do intestino grosso), que causava estas dores. Havia o temor da necessidade de uma intervenção cirúrgica, que acabou não se confirmando.

Após receber alta, o treinador falou com a reportagem do SporTV e, ainda visivelmente abatido, se disse recuperado. "Estou melhor, sem dor. A coisa mais difícil é a dor, é uma dor aguda demais, mas estou recuperado. É a segunda vez que tive, tive no Santos também. Mas faz parte do trabalho: é estresse, alimentação... Precisamos tomar cuidado", disse.

Muricy Ramalho já havia sido internado com diverticulite quando trabalhava no Santos, em 2013. Na época, ele precisou ficar no hospital por três dias. Desta vez, o susto se prolongou um pouco mais, mas o treinador estará de volta ao batente já nesta terça-feira, quando comandará treino do São Paulo a partir das 9 horas. No domingo, a equipe estreia no Campeonato Paulista contra o Penapolense, fora de casa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.