Muros do Parque São Jorge são pichados com ameaças aos jogadores

Além das frases: 'Acabou a paz! e 'Ou joga por amor ou por terror', atletas do Corinthians foram chamados de 'vagabundos'

O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2017 | 23h45

Os muros do Parque São Jorge foram pichados na noite deste domingo, horas depois da derrota do Corinthians por 1 a 0 para a Ponte Preta, em Campinas. Foram escritas duas frases com ameaças: “Acabou a paz!’’ e “Ou joga por amor ou por terror’’. Também foi escrita uma ofensa, dirigida aos jogadores. “Vagabundos’’.

+ Após derrota, Fábio Carille diz que reta final do Brasileirão será emocionante

+ Cássio culpa defesas do colega Aranha pela derrota do Corinthians em Campinas

Durante esta semana, alguns membros de torcida organizada exigiram uma conversa com jogadores e dirigentes do clube, no Centro de Treinamentos. Ao fim da reunião, o atacante Jô disse que o encontro foi positivo e que os torcedores “passaram apoio’’. Mas, diante de mais um tropeço – o Corinthians não vence há quatro partidas – a tendência  é que o clima fique tenso. Os responsáveis pela pichação no Parque São Jorge não foram identificados.

Em má fase, o Corinthians parou nos 59 pontos e pode ver o Palmeiras encostar e chegar a 56 se vencer o Cruzeiro na noite desta segunda-feira. SE isso acontecer, o Alvinegro correrá o risco até de ser desbancado da liderança por seu maior rival no clássico do próximo domingo.

Mais conteúdo sobre:
Corinthians futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.