Murtosa demite filho de Antônio Lopes

Recém nomeado coordenador das divisões de base da Confederação Brasileira de Futebol, homem de confiança de Luiz Felipe Scolari, o auxiliar-técnico Flávio "Murtosa" Teixeira, nem bem assumiu, promoveu uma degola nas categorias de base. Nem o filho do coordenador-técnico, Antônio Lopes escapou da demissão. Quatro treinadores foram demitidos: Antônio Lopes Jr, da Seleção Brasileira Sub-16, o ex-jogador Andrade, da Sub-15, Sérgio Farias, da Sub-17 e Carlos César, da Sub-20. Este último conquistou o bicampeonato mundial da categoria Sub-17 em 1997, no Egito e em 1999 na Nova Zelândia. O supervisor Nilson Gonçalves, o único a ser mantido por Murtosa na comissão técnica, não está garantido no cargo.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2002 | 18h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.